Jó: O Julgamento

"Depois que o Senhor disse essas palavras a Jó, disse também ao Elifaz, de Temã: "Estou indignado com você e com os seus dois amigos, pois vocês não falaram o que é certo a meu respeito, como fez meu servo Jó. Vão agora até meu servo Jó, levem sete novilhos e sete carneiros, e com eles apresentem holocaustos em favor de vocês mesmos. Meu servo Jó orará por vocês; eu aceitarei a oração dele e não farei com vocês o que vocês merecem pela loucura que cometeram. Vocês não falaram o que é certo a meu respeito, como fez meu servo Jó". " Jó 42:7-8



Faz tempo que eu não apareço por aqui, mas final de semestre é uma correria, mas enfim..enfim, vamos continuar nossa série sobre a vida de Jó. Hoje quero falar sobre os julgamentos que as pessoas fazem a nosso respeito. Tomando como base a história de Jó temos um exemplo muito claro disso, as pessoas que deveriam ser amigos de Jó, na verdade acabaram piorando a situação dele que já não era boa. Hoje eu quero falar como quem passou por isso, quero falar como quem já cometeu esse erro enorme de julgar as outras pessoas. Quero que possamos crescer juntos nesse sentido. Temos julgados as pessoas à nossa volta? Temos sido preconceituosos? Temos sido julgados? O que vamos fazer com isso?

A Bíblia diz que com a medida que julgamos seremos julgados, mas mesmo assim tenho visto que as pessoas continuam com esse hábito de julgar o comportamento de outras pessoas e continuam pecando dizendo coisas que Deus não diz, coisas que Deus não pensa. Eu tenho visto hoje uma igreja preconceituosa que não sabe receber e nem cuidar de pessoas que têm problemas graves como os problemas que Jó tinha. Tenho visto pessoas que são honestas, íntegras e fiéis a Deus, assim como Jó, serem discriminadas e rejeitadas porque estão passando por situações que muitas vezes a igreja não está preparada para lidar. Mas por que não estamos preparados? Por que é tão mais fácil pra nós julgarmos os outro?

Eu penso que há dois motivos principais pra fazermos julgamentos desnecessários, porque não conhecemos a situação pela qual a pessoa está vivendo e porque nos achamos superiores a essa pessoa. Os dois casos se originam do egoísmo, da falta de amor ao próximo, da desobediência ao primeiro mandamento que é amar ao próximo como a si mesmo. Mas então eu me pergunto, se eu não conheço a situação pela qual a pessoa está passando por que eu estou julgando? Será mesmo que sou tão superior? A Bíblia diz que quem está em pé se cuide para que não caia.

A Bíblia também nos conta a história de uma mulher adúltera que foi jogada aos pés de Jesus, e quando todos a julgavam e queriam condena-la, Jesus disse que quem não tivesse pecado podia atirar a primeira e ninguém atirou pedras, porque quando olharam pras suas próprias vidas viram que não podia condenar aquela mulher. Quem sabe eles mesmo não faziam coisas muito piores? Então eu olho pra mim e me pergunto: quem sou eu e que autoridade eu tenho pra julgar as pessoas?

Por isso antes de fazer julgamentos antecipados, antes de ser preconceituoso reflita sobre a sua vida. Como disse Paulo, examine-se a si mesmo. Pratique o amor, viva o amor, o amor que vem de Deus e tente entender as pessoas. Peça a Deus que te dê os olhos dele para que você veja as pessoas com amor. Para que seu coração se mova de compaixão e não de preconceito e julgamentos. Escolha o melhor de Deus pra você, escolha sempre o amor.

Boa Semana a todos
Prometo aparecer mais vezes..kk
bjoo.. Deus abençoe.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus Espírito Santo

Armadura de Deus: Capacete da Salvação

Armadura de Deus: Escudo da Fé