Jó: A Fidelidade e a Santidade

"Na terra de Uz vivia um homem chamado Jó. Era homem íntegro e justo; temia a Deus e evitava o mal."
Jó 1:1

Algumas semana atrás, continuando no meu propósito de ler a Bíblia toda nesse ano, eu li sobre a história de Jó, e Deus falou comigo em muitos e muitos versículos desse livro maravilhoso. Sempre que falamos de jó lembramos do seu sofrimento e da vitória que ele alcançou por permanecer fiel, também quero falar disso mais pra frente, então decidi fazer uma série de posts sobre Jó e sobre as lições que aprendi com essa história. E hoje eu quero falar um pouco sobre as marcas ou rótulos que Jó tinha antes mesmo de toda desgraça acontecer com ele.

A Bíblia fala que Jó era íntegro, justo, que teia a Deus e evitava o mal, fala também que ele orientava seus filhos a se purificarem. Jó vivia portanto uma vida de adoração, temor e honra a Deus todos os dias. Será que nós também temos sido assim? Não se sabe ao certo quem escreveu o livro de Jó, mas eu penso que deveria ser alguém muito próximo dele, porque dá pra se notar que os relatos são de alguém que conhecia Jó. De alguém que conhecia suas características e seu modo de viver. A retidão de Jó não era vista somente pelos que estavam a seu redor, mas Deus também via a fidelidade dele.

A Bíblia diz em Jó capítulo 1 versículo 8: "Disse então o Senhor a Satanás: 'Reparou em meu servo Jó? Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal'." Note que Deus diz que não há na Terra alguém como Jó. Quem derá Deus pudesse dizer o mesmo a meu respeito. Quem derá esse servo fiel e irrepreensível fosse um de nós. Eu fico tentando imaginar como o mundo seria diferente se todos nós que somos cristãos vivêssemos uma vida verdadeiramente santa como a de Jó. Fico tentando imaginar o que isso causaria na coração de Deus.

Muitas vezes nós queremos as riquezas que Jó tinha, ou a intimidade que ele tinha com Deus, mas não queremos viver uma vida íntegra como a dele. Muitas vezes nós nos enganamos ou tentamos enganar o pastor ou os membros da igreja mostrando uma falsa santidade. E quanto a isso eu digo, que podemos realmente enganar todo mundo, mas não podemos enganar a Deus, Ele esquadrinha os nossos corações e tudo o que somos está diante dele. Não há nada que possamos esconder de Deus. Então se vivemos de aparência isso não importa pra Deus porque Ele sabe exatamente quem somos.

Mas você pode pensar como eu muitas vezes pensei: "Ah mas eu não faço mau a ninguém, e vou a igreja sempre, e falo de Jesus, e faço as obras na igreja, e estou vivendo certinho, não há erros em meu caminho". Mas será mesmo que não há nada de errado? Eu sempre penso que quando tudo está calmo demais ou bom demais é porque alguma coisa está errada, porque a minha vida de santidade tem que incomodar a Satanás assim como a vida de santidade de Jó o incomodou. Por isso precisamos pedir que o Senhor esquadrinhe nosso coração e nos mostre os caminhos maus. Pra que a cada dia possamos buscar a verdadeira santidade.

Por isso a cada dia precisamos ter uma vida santa, uma vida íntegra diante de Deus, um coração reto e irrepreensível. Se queremos ter resultados como o de Jó devemos buscar ser como ele era. Se queremos uma prosperidade em todas as áreas da nossa vida precisamos buscar a cada dia ter uma vida de intimidade com o Senhor. Eu sempre bato muito nessa tecla da santidade e da intimidade com Deus porque tenho essa dificuldade e sei que não é fácil pra ninguém, mas Jesus não disse que seria e quem diz o contrario está mentindo. E sei também que uma vida santa abala o inferno e move o coração de Deus a nosso favor.

Boa semana a todos 
bjooo..Deus abençoe


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chega de mornidão!

A Graça é de Graça

Crer sem Ver