O Discipulado e sua Importância

"Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;" (Mateus 28:19)

Ultimamente ouvimos falar muito sobre evangelizar. Inclusive este versículo de Mateus é usado para falar sobre evangelismo. Muitas igrejas tem se mobilizado e juntado pessoas para viagens e programas de evangelização pelas cidades, estados e até mesmo Brasil a fora.

Há uns meses eu fui questionada sobre as pessoas que se convertem e parei para pensar que muitas dessas pessoas são alcançadas pelos evangelismos de impacto, por acampamentos, por missionários e por programas diferenciados de missões. Glória a Deus por isso! Mais e após essa 1° fase o que o que acontece com elas? Quem cuida delas? Como é todo o processo de crescimento de cada uma?

Me questionei sobre isso e passei a me dar conta sobre a responsabilidade que nós cristãos temos sobre essas vidas. Descobri que nossa tarefa vai além de compartilhar sobre o evangelho, temos também que aprender a caminhar junto com as pessoas... Ensinando – as mais sobre Deus. A verdade é que fomos chamados para fazer discípulos também!

Fazemos discípulos através de um método chamado discipulado que nada mais é do que ensinar sobre Deus a alguém, seja ele de qual nação, tribo, povo e língua forem... Somos, como Igreja, chamados a trazer o Reino de Deus as pessoas onde serão geradas à imagem de Cristo. Na verdade somos discípulos fazendo outros discípulos.

Uma ótima frase para descrever o discipulado é que “O Reino de Deus é, na sua essência, um ambiente propicio para gerar Relacionamentos que nós ajudam a crescer espiritualmente.”

Um dos princípios fundamentais do discipulado é o relacionamento desenvolvido entre o discipulador e seu “discipulando”. Nele encontramos uma forma de ajudar e ser ajudado mutuamente.

O discipulado trabalha em cima de uma boa amizade desenvolvida, o motivo principal é ajudar a pessoa a crescer espiritualmente. A característica essencial dele é que se torne um tempo agradável de aprendizado e de comunhão, afinal não é uma faculdade, um cursinho ou uma EBD com um sistema didático, pré-programado, onde ensinamos “as 10 lições para ser um crente”, começando pela conversão e terminando no dízimo é algo que precisa ir de encontro com as necessidades espirituais.

É no discipulado formamos os adoradores e construímos pessoas com um caráter cristão aprimorado e verdadeiro (claro que não quer dizer que pessoas que não fazem discipulado não podem nunca ser um verdadeiro adorador ou crescer espiritualmente, mas o discipulado é uma forma de “encurtar” o caminho e ajudar a pessoa conhecer mais rápido e mais fácil quem é Deus)

Existem outras definições da palavra "discipulado". Infelizmente a Igreja brasileira tem uma grande carência quando se trata de discipulado e ainda não usufruem dessa “ferramenta” como deveriam. Muitos ainda rejeitam o conceito bíblico do discipulado porque ouviram ou conheceram a teoria feita por alguém sobre o que ele realmente é. O mau conceito criado é que vai existir uma pessoa que vai me encher de regras e vai querer cuidar e mandar na minha vida faz com que essa ferramenta deixe de ser usada por nós. 

Sabemos que o Jesus fez discípulos (Lc 6.12-16) e nos mandou fazer o mesmo (Mt 28.19-20) e em nenhum momento o discipulado foi feito para cuidar da vida de alguém e sim para investir e fazer com que essa pessoa cresça.

O ministério que Deus nos deu não é somente pregar e administrar a igreja. Ele quer equipar todos os cristãos para serem ministros ou servos DELE e continuarem seu ministério durante a semana também. Seu método é que nós façamos discípulos. Como dizem é mais fácil encher o tempo de pessoas sentadas vibrando por ouvirem uma pregação que agrada e demonstra um Deus que somente dá as coisas para nós do que mobilizar cristãos para fazerem discipulado.

Eu assumi um compromisso de discipular pessoas, ensinar o que já aprendi e reproduzir o que Deus faz em minha vida. Treinando outro discípulo a reproduzir sua vida na vida de outros. Sei que não é uma tarefa fácil, preciso estudar, me dedicar, ler a Bíblia, orar e estar em plena comunhão com Deus. Porém estou disposta a investir na vida das pessoas assim como muitos já investiram na minha.

Meu desejo é que assim como eu fui encorajada a discipular pessoas e atender esse chamado, você também atenda e comece a discipular os novos convertidos de sua igreja, bairro, missão e afins. Procuro sua liderança, fale com seu pastor (se vc é um líder ou pastor invista nisso) e seja um discipulador também, você contribuirá para o reino, será um multiplicador e crescerá muito espiritualmente.

Lembre-se:

- Discipulado não é apenas para novos convertidos, você pode começar um discipulado com alguém que se converteu há alguns anos/tempo... basta a pessoa querer;

- Você só pode começar um discipulado se a pessoa desejar, não pressione;

- Procure um bom material de apoio para fazer discipulado (Um livro de estudos com lições);

- O tempo máximo indicado para ficar em um encontro é de 1h15;

- Ore para que Deus te dê alguém para discipular, seja uma pessoa ou um grupinho com 3 ou 4 pessoas.

Obs: Há muita coisa para se falar sobre discipulado ainda. Infelizmente uma postagem não dá! Se quiser saber mais sobre o tema ou se ficou com alguma dúvida comente nessa postagem ou mande um e-mail para:  arteeadoracao@hotmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus Espírito Santo

Armadura de Deus: Capacete da Salvação

Armadura de Deus: Escudo da Fé