Aviva

Arte e Adoração - Aviva
“Ouvi, Senhor, a tua palavra e temi, aviva, ó Senhor, a tua obra...” Habacuque 3.2

Eu quero falar um pouco sobre avivamento pessoal.

E vou começar com a definição da palavra avivar, segundo o dicionário avivar significa: dar viveza a; guarnecer de vivos; realçar; reanimar-se. E eu destaco essa última definição porque cabe melhor ao que eu quero falar. (Para entender melhor leia tambem: Aviva - Parte 2)

Nos últimos anos a igreja do Senhor tem experimentado do avivamento do Espírito Santo de Deus, isso não porque o Espírito do Senhor tenha se retirado do nosso meio e agora ele decidiu voltar, não foi isso que aconteceu, na verdade o que mudou foi a nossa resposta ao agir do Espírito. Desde que Jesus ressuscitou, subiu aos céus e o Espírito Santo foi mandado através de Pentecoste (Atos 2), Ele está entre nós e não foi tomado, na verdade nós é que o deixamos de lado e seguimos nossas próprias doutrinas e leis. Acho engraçado que estando nós vivendo debaixo da graça, nós a desprezamos e impomos leis, deixando de lado a liberdade que nos é concedida pelo Espírito do Senhor (2 Coríntios 3.17), assim sendo desprezamos o Espírito. O Espírito Santo de Deus é uma pessoa e por isso é sensível, se nós não o queremos ele não vai se impor, porque essa é a essência de Deus. Paulo nos adverte em 1 Tessalonicenses 5 versículo 19 que não extinguemos o Espírito, mas por muitos anos a igreja não respondeu ao poder do Espírito. Nos últimos anos isso tem mudado, mas por que isso acontece? Por que a igreja tem sido avivada? Por que o Espírito de Deus tem se manifestado em nosso meio?

A resposta é simples porque as pessoas têm respondido as manifestações do Espírito Santo, não só dentro da igreja, mas nos seus momentos secretos com o Senhor, dentro do quarto. Deus tem se manifestado a nós individualmente e isso no ajuntamento pode mudar, ou melhor, revolucionar a história da igreja.

O que mais me alegra é o fato de que estamos deixando de lado as leis, as regras que impomos para a nossa adoração ao Senhor e estamos deixando o Espírito nos conduzir em uma adoração plena, pura e livre diante da Presença de Deus.

Mas ai fica uma pergunta como alcançar esse avivamento pessoal, essa manifestação do Senhor no meu quarto, na minha devocional diária, no meu momento secreto?

“Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem endurece o coração cairá na desgraça.”

Provérbios 28.13

Para começar é preciso se humilhar, reconhecer a sua insignificância diante do Senhor dos Senhores, diante do Rei do Universo. Sabemos que devemos viver sem pecados, nos encontrarmos santos e puros assim como o Senhor é, mas nós também estamos sujeitos a tropeçar. E a Bíblia nos diz que nós temos um Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo, que é a propiciação pelos nossos pecados. Por isso devemos pedir perdão dos nossos pecados sempre que nos achegamos s presença de Deus, para não oferecermos a Ele um fogo estranho no seu altar.
Arte e Adoração - Aviva 2
Precisamos nos lembrar dos filhos de Arão que por oferecerem fogo estranho na presença do Senhor, foram fulminados (Lv. 10:1 e 2). Portanto não podemos nos achegar diante de Deus sujos pelo pecado.

Comece pedindo perdão pelos pecados que você lembra-se de ter cometido, muitas vezes nós generalizamos tudo e pedimos: “Deus perdoa todos os meus pecados.” - Deus sabe o que você fez, mas precisamos ser específicos quanto aos nossos pecados. É importante entender que Deus não vai te desprezar pelos seus pecados, muito pelo contrário, Ele vai te perdoar e esquecer-se dos seus pecados, mas você precisa ser sincero e dizer tudo confiando no amor de Deus.

“Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.” (Salmos 51.17)

Não podemos nos achegar à presença de Deus de maneira orgulhosa. Muitas pessoas não admitem mais tem o coração cheio de orgulho, e Deus abomina as pessoas soberbas. A Bíblia diz que Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes (Tg 4.6 e I Pe 5.5).

É necessário entender que Deus não dividi sua glória com ninguém, por isso não podemos adentrar na sala do trono pretendendo nos orgulhar porque temos acesso a ela, porque isso não vem de nós é graça de Deus, pois Ele nos amou. Não somos merecedores, mas Ele nos propiciou a oportunidade de sermos íntimos dEle, e isso é para o Seu louvor. Orgulho e soberba não combinam com a presença de Deus, é por isso que muitas pessoas reclamam que não sentem a presença de Deus em suas igrejas, onde tem soberba, Deus não está.

Deus tem o maior prazer de se encontrar conosco, e foi por isso que Ele deu seu filho para que novamente pudéssemos ter livre acesso a Ele. Através da morte e ressurreição de Jesus temos vida, e a alegria de estar juntos com o nosso Papai.

Não perca essa graça de estar com o Pai, no seu quarto mesmo, nos seus momentos secretos, convide Jesus para estar com você, então você verá a glória do Senhor encher sua vida, de tal forma que o seu respirar, seu levantar, seu dormir e acordar sejam o Senhor, de tal forma que a sua essência seja o Senhor. Aleluia!

“Senhor, leva-nos a uma intimidade verdadeira e sincera contigo, queremos sentir a sua presença em nosso viver, porque te amamos Deus. Amém!”

Na próxima semana quero compartilhar com vocês, aquilo que esse avivamento pessoal pode produzir em nosso viver. Deus abençoe, boa semana a todos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chega de mornidão!

A Graça é de Graça

Crer sem Ver