A Orla do Manto

Arte e Adoração - A Orla do Manto"Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão e tocou em seu manto."
(Mt 9.20-22/ Mc 5.25-34 e Lc 9.43-48).

Uma mulher doente, com uma hemorragia incurável, se desprende de todos os empecilhos e lança aos pés de Jesus, toca em seu manto e é curada. Essa é uma história muito conhecida. Mas enquanto lia essa história essa semana eu fiquei tentando imaginar o que aquela mulher estava pensando antes de tomar a decisão de tocar em Jesus.

É claro que o que a impulsionou foi a sua fé e o desejo de ser curada, mas tenho certeza que ela também avaliou os riscos. Naquela época uma hemorragia era considerada algo impuro, sujo e as pessoas portadoras de uma hemorragia deveriam viver excluídas da sociedade. Tenho certeza de que essa mulher temeu em sair de casa e se embrenhar na multidão para ir atrás de Jesus. Ela se despiu de toda amargura, de todo medo, de todo orgulho, ela se expôs apesar de sua impureza a fim de encontrar o seu Salvador, o seu Libertador. Para mim a atitude dessa mulher é admirável.

Aplicando para nós, penso que muitas vezes nos escondemos da presença de Deus, por medo, por orgulho, porque estamos chateados ou impuros. Mas essas coisas não podem nos impedir de tocar no manto de Jesus.

Precisamos nos despir do nosso orgulho, da nossa impureza, dos nossos preconceitos, das nossas reputações, assim como aquela mulher que não se importou com a sua posição diante da sociedade, nós também não podemos pensar: “O que as pessoas irão falar? O que vão pensar se eu me prostrar? – isso não importa, Deus quer de nós a sinceridade e fé que aquela mulher teve, em Lucas no capítulo 8 versículo 47, a Bíblia diz que ela contou na frente de todos o que Jesus tinha feito por ela.

Entenda não estou dizendo que Deus quer te constranger, muito pelo contrário, assim como Ele provou ao mundo o seu amor, seja capaz de provar ao mundo a sua submissão e amor ao Senhor que te salvou que te curou.

Pra tocar no manto é preciso muito mais que fé, é preciso se despir de si mesmo; pra tocar no manto é preciso se despir do medo; pra tocar no mento é preciso se despir dos seus títulos, pra tocar no manto é preciso humildade. Por isso não se acanhe corra ao encontro do seu Libertador e creia, Ele pode te salvar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chega de mornidão!

A Graça é de Graça

Crer sem Ver