Não perca o primeiro amor

Arte e Adoração - Não perca o primeiro amor" Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança. Sei que você não pode tolerar homens maus. Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido. Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do seu lugar." (Ap. 2.2-5)
Nesta passagem encontramos uma carta enviada aos Efésios, onde temos uma situação típica que podemos aplicar aos nossos dias. O texto fala sobre a advertência que Deus faz os efésios que abandonaram o seu primeiro amor por Jesus, comprometendo assim tudo o que já haviam anteriormente realizado.

Não se trata, no entanto de um balanço de saldo positivo e negativo mais sim de um alerta sobre os erros.

Geralmente fazemos tantas coisas na igreja, fora da igreja, nas nossas casas. Temos grupo disso, ministério daquilo, ensaio, reunião, projeto, acampamento, culto, estudo e muitas outras programações. Preocupamo-nos tanto em realizar as coisas e nos esquecemos de investir tempo em nosso relacionamento com Deus, abandonando o primeiro amor.

Pode parecer estranho e injusto, mas no reino de Deus todas as coisas que fizermos devem ser completas. Temos que estar firmes na doutrina e na conduta, envolvidos na obra do Senhor trabalhando e continuarmos com a motivação maior de nossos corações: o amor.

Tudo o que fizermos sem amor não passará de mero ativismo, será vazio e sem significado e sentido para Deus. Ainda que tenha algum resultado positivo a olhos humanos, para Deus não passará de algo realizado e será sem valor diante do Senhor.

Ao abandonarmos o primeiro amor estamos literalmente “desligando nossos motores em pleno vôo” Não notamos no momento, mas em questão de segundos aparecerá os sinais. Assim nos desviaremos dos caminhos do Senhor e possivelmente se não tomarmos uma providencia deixaremos de crer em Seu nome.
Só existe uma saída clara: lembrar onde caímos arrepender-se e voltar ao principio de tudo.

O primeiro amor nada mais é do que uma paixão constante, um sentimento de amor profundo por Deus, de dependência e necessidade. Tudo o que queremos está focado em agradar a Deus. O mesmo acontece quando experimentamos o amor de Deus em nossas vidas.

Em Jeremias 2.2 encontramos mais um pouco desse primeiro amor quando poeticamente Deus através do profeta diz que se lembra dele quando era jovem: como noiva, ele o amava e seguia o Senhor pelo deserto por uma terra que nem semeada era. Porem em seguida podemos acompanhar como esse primeiro amor esfria e como o povo em um piscar de olhos toca ao Senhor por ídolos.

Apesar da nossa fraqueza e eu diria “folga” por não querermos nunca sair da nossa zona de conforto, Deus não abre nunca a mão de nós. Seu amor jamais esfria seu apelo sempre foi e será sincero e profundo. “Volte, ó infiel Israel” (Jr 3.12) “Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atraí” (Jr 31.3b) Ele está disposto a nos perdoar sempre. Basta apenas nos arrependermos e estarmos dispostos a voltamos ao primeiro amor. Ele nos chama pro arrependimento, e se somos salvos nEle não temos como não responder a esse chamado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus Espírito Santo

Armadura de Deus: Capacete da Salvação

Armadura de Deus: Escudo da Fé