Justiça de Deus I

"Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem." (Rm 1.32)

Paulo começa o livro de Romanos relatando sobre a corrupção e a iniquidade da sociedade da época (Romanos 1), ao ler esse texto pude perceber como o comportamento da sociedade não mudou com o passar de milhares de anos.

A sociedade continua corrompida pelo pecado, e praticando todos os pecados possíveis e desagradando o coração do Criador dessa Terra. O mundo em que vivemos permanece perdido, cheio de iniquidades e praticas abomináveis segundo a Palavra do Nosso Deus.

No final desse capítulo, Paulo escreve o versículo que eu citei acima. Fica muito claro que Paulo falou essas coisas referindo-se as pessoas que conhecem a justiça do Senhor e praticam essas iniquidades ou consentem com as mesmas. Ele falou para pessoas como nós.

Hoje tenho visto muitas igrejas e ministérios que consentem com praticas abominaveis ao Senhor, e eu não falo só de pecados julgados "graves", falo também de pecados "diarios". Pastores corruptos, líderes de ministério adulteros, membros mentirosos e por ai vai. Se compactuamos com essas coisas dentro de nossas igrejas, é muito óbvio que vamos consentir com as práticas do mundo. Mas precisamos nos renovar, a Bíblia fala que temos que renovar nossa mente em Cristo.

Sabe eu não consigo me conformar com esse mundo, com as coisas que acontecem aqui, e fico imaginando como fica o coração de Deus diante de tanta injustiça e pecado, meu coração imediatamente se entristece e se move de intima compaixão pelas almas perdidas.

Mas isso não adianta de nada, se eu não me mover, como filhos do Senhor é nossa obrigação proclamar a justiça e a salvação do Senhor, fomos ungidos para isso, escolhidos para isso.
"O espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;" Isaias 61.1

Como Filhos de Deus não podemos estar de acordo com todo mal deste mundo pelo contrário devemos odiar o mal, amar o bem (Am 5.15A) e assim como Jesus nos movermos de intima compaixão pelos perdidos (Mt 9.36).

Lembremo-nos sempre: "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." Rm12.2

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deus Espírito Santo

Armadura de Deus: Capacete da Salvação

Armadura de Deus: Escudo da Fé